Menu

Superliga: Vôlei Renata vence Taubaté e sobe na classificação

novembro 11, 2018 - Clubes, Destaque, EMS Taubaté Funvic, lucarelli, Nacional, superliga masculina, vacari

Equipe do Vôlei Renata (SP) comemora terceiro triunfo na competição. (Foto: Luciano Claudino/Vôlei Renata)

O Vôlei Renata (SP) usou o apoio de sua torcida e conseguiu a terceira vitória em quatro jogos na Superliga Cimed masculina de vôlei 2018/2019 na noite deste sábado (10.11), ao superar o EMS Taubaté Funvic por 3 sets a 0 (25/16, 26/24, 25/20) no ginásio do Taquaral, em Campinas (SP). O resultado deixa o time da casa encostado na vice-liderança e encerra a invencibilidade da equipe do Vale do Paraíba, que vinha de dois triunfos.

O maior pontuador da partida foi Lucarelli, com 17 acertos para o EMS Taubaté Funvic, mas o ponteiro Vaccari foi escolhido o destaque do confronto. Ele acabou deixando a partida no primeiros pontos do terceiro set, lesionado, mas foi premiado com o Troféu VivaVôlei. O jovem jogador comentou o triunfo e o a contusão.

“Acredito que não foi nada sério, senti uma dor no joelho em um movimento, mas foi substituído mais por precaução. Acredito que a chave nesta vitória foi a união do time, que vem trabalhado muito duro. Ainda oscilamos em alguns momentos, mas sempre buscando dar nosso máximo. Esse pensamento de ponto a ponto é o grande diferencial da nossa equipe”, disse Vaccari.

O resultado faz o time comandado por Horácio Dileo subir para a terceira colocação na classificação geral, empatado com o Sesc RJ, que também possui nove pontos, porém tem um jogo a menos. Nas rodadas iniciais, o Vôlei Renata (SP) já havia vencido Sada Cruzeiro (MG) e São Judas Voleibol (SP), e tinha sido superado pelo Fiat/Minas (MG), fora de casa. O técnico comentou a estratégia de pressionar no saque.

“A equipe do EMS Taubaté Funvic é um grande time, temos que forçar todo o tempo no saque, fizemos isso muito bem no primeiro e terceiro sets. Não podemos deixar de pressionar eles. O time esta de parabéns. O mérito é todo dos jogadores, eles trabalham muito durante a semana, são profissionais muito comprometidos. Eles estão sempre dispostos fazer o melhor”, declarou Dileo.

EMS Taubaté Funvic cai para a sexta posição na tabela de classificação, com os mesmos seis pontos que havia iniciado a rodada, agora em três jogos. Antes de perder a invencibilidade, o time havia vencido nas primeiras partidas o Caramuru Vôlei (PR), fora de casa, e Corinthians-Guarulhos (SP), em casa.  O levantador Raphael comentou o tropeço em Campinas (SP).

“Com certeza é mérito do Vôlei Renata, que fez um grande jogo, e demérito da nossa equipe. Não conseguimos imprimir agressividade em saque e bloqueio. Seguimos o ritmo deles durante o jogo, eles ditaram e não conseguimos sair disso. É um campeonato longo e sabemos como é difícil jogar aqui, respeitamos muito essa torcida. Mas agora temos que trabalhar, bola para frente, vamos seguir e pensar na sequência do campeonato”.

O Vôlei Renata (SP) volta a jogar pela Superliga Cimed masculina 2018/2019 no próximo sábado (17.11), às 19h (de Brasília), quando visita o Sesc RJ no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro. No mesmo dia, às 18h30, o EMS Taubaté Funvic recebe o São Judas Voleibol (SP), em casa, no ginásio do Abaeté, em Taubaté (SP).

O Jogo

Jogando com o apoio da torcida, o Vôlei Renata começou colocando pressão no saque e mantendo a precisão na virada de bola. O time da casa abriu 9 a 5 de vantagem e forçou pedido de tempo do técnico Castellani. Pelo lado do EMS Taubaté Funvic, Lucarelli era alvo de praticamente todos os saques, reduzindo espaço para o ponteiro campeão olímpico atacar.

A equipe comandada por Horácio Dileo manteve a precisão e abriu mais: 12 a 6, forçando novo pedido de tempo adversário. Castellani promoveu mudanças, colocando Raphael e Abouba, mas, mantendo a concentração e contando com o ponteiro Vaccari inspirado, o time campineiro fechou o primeiro set por 25 a 22, em ataque do central Michel.

O ritmo do Vôlei Renata no saque caiu no segundo set, e o EMS Taubaté Funvic cresceu na parcial, principalmente pelo bom rendimento de Vissoto no ataque, e de Lucarelli no saque. Foi justamente após ace do ponteiro que a equipe visitante assumiu a liderança na parcial, em 12 a 11, forçando pedido de tempo de Horácio Dileo.

Cada vez mais confortável em quadra, Lucarelli começou a dominar as ações e ajudou seu time a abrir quatro pontos de vantagem: 19 a 15. O Vôlei Renata não se deixou abater, voltou a pressionar no saque e conseguiu empatar: 20 a 20. No momento crítico do set, Vissoto acabou errando dois ataques e o time da casa virou. Após um primeiro set point salvo por Lucarelli, os comandados de Dileo fecharam o set em ace de Daniel, anotando 26 a 24.

O terceiro set começou com um susto para o time da casa. Maior pontuador até aquele momento e destaque da partida, Vaccari sofreu lesão e não conseguiu seguir em quadra, sendo substituído por Renan. O EMS Taubaté Funvic tentou crescer e abriu 11 a 8 com bola de meio de Athos. A situação adversa, porém, não abalou a equipe campineira.

Mantendo o volume de jogo e marcando bem o adversário, o time da casa empatou por 13 a 13, forçando pedido de tempo de Castellani. Não adiantou. O Vôlei Renata virou o placar e abriu 18 a 14, alternando bastante os seus ataques com Daniel, Temponi e Michel. Administrando a vantagem, o time campineiro encaminhou a vitória. O central Athos salvou o primeiro match point, mas Michel, cravando no ataque em bola de meio, encerrou a terceira parcial por 25 a 20, e a partida por 3 sets a 0.

SESI-SP FECHA RODADA COM VITÓRIA
No último jogo válido pela terceira rodada da Superliga Cimed masculina de vôlei 2018/2019, o Sesi-SP chegou ao seu terceiro triunfo. A equipe paulista venceu o Caramuru Vôlei (PR) por 3 sets a 2 (25/27, 25/22, 26/28, 25/22, 18/20) e chegou aos sete pontos, subindo para a quarta colocação na classificação geral.

O Caramuru Vôlei (PR), que somou seu primeiro ponto pela derrota no tie-break, saiu da lanterna e agora aparece em 10º lugar. O maior pontuador do confronto foi o oposto Léozão, do Caramuru Vôlei (PR), com 25 acertos, enquanto o Troféu VivaVôlei ficou com o oposto Franco, do Sesi-SP.

A terceira rodada da Superliga Cimed masculina teve início na noite da última sexta-feira (09.11), com as vitórias do Sesc RJ sobre o Corinthians-Guarulhos (SP), e do Sada Cruzeiro (MG) sobre o Copel Telecom Maringá Vôlei (PR). Já neste sábado, o Vôlei UM Itapetininga  (SP) levou a melhor sobre o São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão (SP), o Vôlei Renata (SP) superou o EMS Taubaté Funvic (SP) em casa, e o Sesi-SP superou o Caramuru Vôlei (PR) fora de casa.

EQUIPES

VÔLEI RENATA – Demián, Daniel, Michel, Luizinho, Temponi e Vaccari. Líbero – Lukinha

Entraram: Vini, André, Renan

Técnico: Horácio Dileo

EMS TAUBATÉ FUNVIC – Uriarte, Vissoto, Robinho, Lucão, Lucarelli e Conte. Líbero – Thales

Entraram: Raphael, Abouba, Luis Fernando e Athos

Técnico: Daniel Castellani

SUPERLIGA CIMED MASCULINA 18/19

Terceira rodada do turno

09.11 (SEXTA-FEIRA) – Sada Cruzeiro (MG) 3 x 2 Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), às 20h, no ginásio do Riacho, em Contagem (MG) (25/19, 21/25, 19/25, 25/18, 15/10)

09.11 (SEXTA-FEIRA) – Corinthians-Guarulhos (SP) 0 x 3 Sesc RJ, às 21h30, no ginásio Ponte Grande, em Guarulhos (SP) (20/25, 17/25, 18/25)

10.11 (SÁBADO) – São Judas Voleibol (SP) 1 x 3 Fiat/Minas (MG), às 11h, no ginásio Baetão, em São Bernardo do Campo (SP) (25/22, 23/25, 22/25 e 15/25)

10.11 (SÁBADO) – São Francisco Saúde/Vôlei Ribeirão (SP) 0 x 3 Vôlei UM Itapetininga (SP), às 17h, no ginásio Cava do Bosque, em Ribeirão Preto (SP) (18/25, 22/25, 19/25)

10.11 (SÁBADO) – Vôlei Renata (SP) 3 x 0  EMS Taubaté Funvic, às 18h, no ginásio Taquaral, em Campinas (SP) (25/16, 26/24, 25/20)

10.11 (SÁBADO) – Caramuru Vôlei (PR) 2 x 3 Sesi-SP, às 20h, na Arena Multiuso, em Ponta Grossa (PR) – (25/27, 25/22, 26/28, 25/22, 18/20)